Crescimento profissional com estrutura

Publicado em às 14h00

Muito se fala hoje em dia sobre crescimento profissional no ambiente de trabalho. Aprender a lidar com as emoções e cultivar bons relacionamentos através da empatia ajuda a promover um ambiente de trabalho muito mais saudável e feliz onde profissionais cresçam com estrutura.

E quando o assunto é esse, não é incomum surgirem reclamações a respeito de lideranças das equipes. Geralmente, os colaboradores têm expectativas altas sobre o seu líder e, nem sempre, essas expectativas são atendidas. É esperado que ele seja uma figura que guie sua equipe, que saiba lidar bem com processos mas, principalmente, com pessoas.

Muitos gestores, todavia, não cumprem essas expectativas. Possuem pouca ou nenhuma empatia, são mais focados em tarefas do que em pessoas e não conseguem construir relacionamentos saudáveis dentro do ambiente corporativo. E não é incomum também aparecer um comportamento autoritário por parte deles, usando sempre do argumento da força e poder posicional e ainda mostram indiferença sobre o que o time pensa dele. Apesar disso tudo, geralmente possuem boas intenções, mas são extremamente mal direcionados.

Apesar de esse tipo de líder conseguir, muitas vezes, ir longe na carreira, esse tipo de comportamento gera muito mal estar no ambiente de trabalho, criando uma atmosfera ruim de fofocas, intrigas, conversas paralelas, alta rotatividade e muita dificuldade em montar e manter uma equipe.

Esses gestores e líderes que não sabem conectar o intelecto e as emoções devem perceber – o mais rápido possível – que é isso que faz toda a diferença em um cargo dessa importância. Isso cria uma relação muito mais agradável e positiva entre líder e equipe, melhorando o ambiente de trabalho e os resultados significantemente.

A capacidade de entender e gerenciar os próprios sentimentos e de reconhecer e influenciar nas sensações dos outros é uma habilidade valorizada na liderança, que envolve a equipe toda num objetivo maior comum: o de entregar, juntos, um grande resultado a cada projeto. É essencial ser empático para manter a equipe motivada.

 

Conheça também: Fidelizar clientes: como encantar o consumidor.